Dias atrás numa conversa com algumas pessoas, uma questão foi colocada:

O fato de que antigamente aconteciam muitos casos de materializações e efeitos físicos nos trabalhos de Umbanda, coisa que hoje em dia é muito raro.

Meu entendimento sobre este assunto é o seguinte:

Durante algum tempo, a Umbanda teve que de certa forma se “firmar” no cenário religioso, as pessoas precisavam de algo “palpável” para sentirem-se bem. Hoje em dia vivemos numa fase que eu para uma identificação acabei por denominar “A UMBANDA DA PALAVRA E DA CONSCIÊNCIA”. Nossos Mentores nos colocam e nos mostram cada vez mais a necessidade que temos de fazer aqueles que nos procuram entenderem que a melhora que eles tanto anseiam começa e tem continuidade com uma mudança de pensamento e atitudes, uma verdadeira reforma intima, que a umbanda não é um culto “fazedor de milagres”, onde qualquer um vai receber o que quer em troca de algumas velas ou o que é pior em troca de alguns “tostões”.

Nossos rituais, nossos trabalhos de descarrego, desobsessão, etc. Continuam sendo de grande importância, mas tão importante quanto eles é esta necessidade de levarmos ao mundo a “palavra” e o “entendimento” de como a espiritualidade funciona, criando assim uma nova consciência naqueles que só procuram a Umbanda para obter proveito próprio, e que não enxergam a necessidade de eles mesmos mudarem para ai sim melhorarem de verdade, mudarem conceitos e atitudes, esquecer a mesquinhez, entenderem que fazem parte de um todo.

Foi-se o tempo em que tudo se resolvia com uma “mágica”, fazendo surgir do nada, objetos que segundo se acreditava eram a materialização de nossos problemas. A Espiritualidade não tem mais o porquê fazer isto, e nem precisa, o que ela precisa é de médiuns que entendam que a verdadeira caridade é tentar ser o melhor que puder e que passem isto para as pessoas, fazendo-as entender com suas palavras e seus exemplos a sua responsabilidade neste mundo…

Isto é o que eu chamo de “A UMBANDA DA PALAVRA E DA CONSCIÊNCIA”

Marco Boeing – ASSEMA/Curitiba-PR