Atabaques na Cultura Brasileira

Atabaques na Cultura Brasileira

O Atabaque na Cultura Brasileira iniciam no Candomblé é um tambor usado nas festas religiosas dos negros de origem Gege, Ketu e Angola. Apenas os Malés (negros arabizados), os quais professavam a religião muçulmana, não adotavam o atabaque. Esse instrumento de percurssão é indispensável nos rituais de Candomblé de Caboclos, onde o elemento ameríndio de forma sincretizada é bem conhecido. Baseado no glossário luso-asiático de Delgado, a palavra atabaque originou-se das variantes populares, decorrentes de tambque , atabque e atabaque. O formato de um atabaque é feito de um cone bem comprido em relação ao diâmetro, com cerca de vinte à vinte e cinco centímetros na parte superior e de dez a quinze centímetros na extremidade oposta e apoiada no chão. Inicialmente usavam-se quatro atabaques, assim chamados RUN, CONTRA RUN, RUMPI e LÉ, segundo a uma ordem descrescente de seu tamanho. Atualmente , com as inovações realizadas utiliza-se três atabaques, tendo sido suprimido o atabaque contra-run. O couro para percussão era preparado com a pele dos animais sacrificados nas oferendas aos Orixás. O RUN é o maior dos atabaques, chegando , às vezes ao comprimento de 2 metros, medindo o LÉ, o menor , 30 à 40 cm. Os atabaques no candomblé são objetos sagrados e renovam anualmente esse Axé. São usados unicamente nas dependências do terreiro, não saem para a rua como os que são usados nos blocos de afoxés, estes são preparados exclusivamente para esse fim. Os atabaques são encourados com os couros dos animais que são oferecidos aos Orixás, independente da cerimônia que é feita para consagração dos mesmos quando são comprados, o couro que veio...
História do Atabaque

História do Atabaque

A história do Atabaque se mistura no Brasil com a influência da vinda dos escravos além da influência do Candomblé na cultura Brasileira. Atabaque é um instrumento musical de percussão afro-brasileiro. O nome se originou do termo árabe al-Tabaq, que significa “prato”. Constitui-se de um tambor cilíndrico ou ligeiramente cônico, com uma das bocas coberta de couro de boi, veado ou bode. Pode haver três sistemas principais de tensionamento do couro: por cordas e cunhas, por ferragens (à semelhança das congas cubanas) ou por birro (à semelhança do Sabar senegalês, do Kpanlogo ganês, entre outros tipos de tambores africanos). É tocado com as mãos, com duas baquetas, ou por vezes com uma mão e uma baqueta, dependendo do ritmo e do tambor que está sendo tocado. Pode ser usado em kits de percussão em ritmos brasileiros, tais como o samba e o axé...
Tipos de Toques de Umbanda

Tipos de Toques de Umbanda

Os principais toques de Umbanda são: TOQUE MARCAÇÃO: Consiste em um toque com 8 (oito) posições, e se fossemos falar do verbo falar mesmo, fica : TA TUM TUM TA TUM TUM TUM TUM.Imaginemos que você esteja tentando tocar este toque e você termina o primeiro ciclo TA TUM TUM TA TUM TUM TUM TUM neste caso ele vai começar novamente na mesma posição que antes ou seja no primeiro TA … assim sucessivamente até terminar o ponto, falo isso porque alguns toques começam de outra forma. Com esse toque é possível tocar qualquer ponto dentro do Ritual de Umbanda, claro que é preciso tomar cuidado com o tempo de cada ponto para isso ser possível. TOQUE NAGÔ: Consiste em um toque com 8 (oito) posições, e se fossemos falar do verbo falar mesmo, fica :TUMMM TA TA TUM TA TA TUM TUMMM. Veja que esse toque é um pouco diferente do anterior e como comentado acima, ele finaliza exatamente como começa, isso mesmo o toque (8) na verdade se torna o (1), durante o ciclo é como se o toque (8) não existisse, talvez seja complicado em um primeiro momento mas com o tempo você irá se acostumar. TOQUE IJEXÁ: Consiste em um toque com 4 (quatro) posições, e se fossemos falar do verbo falar mesmo, fica : TA TA TUMMM TA.O ciclo começa da mesma forma como no início, ou seja, no TA. Neste toque temos uma redução na quantidade de toques, e de certa forma é até mais fácil de se aprender mas temos que tomar muito cuidado com seu tempo, pois é ele que da...
Natal em Antonina 2015

Natal em Antonina 2015

A ASSEMA realizou neste domingo 20/12/2015, o Projeto de Natal em Antonia para crianças carentes. Com distribuição de doces e brinquedos a ação presenteou mais de 100 crianças carentes da região da Ponta da Pita em Antonina PR. Confira abaixo algumas fotos do evento:  ...