Aos Médiuns

Uma grande mudança está para acontecer, a partir do momento em que entrares no espiritualismo, toda a tua vida sofrerá uma mudança progressiva. Mudança nos hábitos, pensamentos, compromissos, etc. A missão do médium é árdua, quem pensa que mediunidade é recompensa, está muito enganado; mediunidade é resgate, é uma prova muito grande em que devemos nos esforçar ao máximo para sermos aprovados. Não venha com o pensamento de que as Entidades que trabalham na Umbanda  resolverão seus problemas de imediato, esqueça a idéia de que “eu trabalho, tenho meus Guias, eu mereço” ou “comigo não acontece nada, pois sou umbandista”, ou ainda quando ocorre uma doença, uma perda ou outra qualquer dificuldade, lamentar-se e revoltar-se dizendo: “ porque os Guias não me avisaram ou evitaram isso? Porque não fizeram nada?” Não esqueça nunca que cada um de nós possui um “credicarma” e é nele que serão debitadas nossas boas ou más ações. Antes de desenvolver as faculdades mediúnicas, contempla o mundo e todas as tentações terrenas, interrogue vossa alma e vede se podereis cumprir fiel e religiosamente seus deveres mediúnicos. A preocupação maior do médium não deve ser de receber os Guias, é antes de tudo vigiar e orar para não ser vítima de nenhum espírito embusteiro. Deus nos concedeu o benefício da mediunidade para que possamos resgatar com maior rapidez as faltas de vidas pregressas, cabe-nos, portanto, aproveitar ao máximo essa oportunidade, tendo o como princípio dar de graça aquilo  que de graça recebemos, jamais pensar em cobrar pelos nossos trabalhos mediúnicos; ao cobrarmos das pessoas que precisam dos nossos dons, estaremos contraindo um débito enorme com o...