Ervas

Ervas

De fundamental importância em nosso ritual as ervas contribuem muito para a limpeza e energização do nosso ambiente, bem como aparecem em todo ritual de preparação dos médiuns e trabalhos em auxílio aos freqüentadores. Tudo na natureza reflete mais ou menos  uma das qualidades de nossos amados Orixás, visto que eles são os seus sustentadores, logo  se falarmos de  ervas teremos ervas que refletem em maior grau a  essência e o axé de certo orixá , então dizemos esta  erva pertence ao Orixá tal, por esta razão, o médium deve usar, preferencialmente a erva pertencente ao seu Eledá nos seus banhos e reforços de ori. De acordo com a sua energia, a erva pode ser usada também para equilibrar as emoções e sentimentos das pessoas. Muitas plantas são empregadas popularmente para a limpeza energética de ambientes e pessoas, por meio de incensos e fumigações, justamente porque algumas delas possuem qualidades transmutadoras que propiciam a modificação da vibração atômica, devolvendo a harmonia e o...
Mediunidade

Mediunidade

Desde os primórdios da humanidade, o homem convive com a mediunidade e com o mundo espiritual, grandes povos, alguns inclusive já extintos, tinham na espiritualidade uma das peças chaves de sua sociedade. Com o passar do tempo, a espiritualidade começou a ser renegada, por religiões ditas cristãs, que no intuito de “dominar” a esfera religiosa mundial, criaram conceitos e teorias, inventaram estórias, para negar a presença dos espíritos entre nós. Médiuns eram tratados como loucos, bruxos ou hereges, perseguidos, presos e ate mortos por conta disto (vide a “santa”inquisição). O homem também desde cedo aprendeu a tirar proveito da mediunidade, muitos que tinham este dom desenvolvido, aproveitaram-se para enriquecer, obter poder, se divinizar, coisa que infelizmente vemos acontecer ate os dias de hoje. Mediunidade – Conceito Todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos é, por esse fato, médium. Essa faculdade é inerente ao homem; não constitui, portanto, um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que não possuam alguns rudimentos. Pode, pois, dizer-se que todos são, mais ou menos, médiuns. Porem essa faculdade não se revela, da mesma maneira, em todos. Tipos de  Mediunidade Sensitivos ou Imprevisíveis: são os que são capazes de sentir a presença dos espíritos por uma leve impressão, que não podem compreender. É faculdade rudimentar, indispensável ao desenvolvimento das demais. Médiuns de efeitos físicos: são particularmente aptos a produzir fenômenos materiais, como os movimentos dos corpos inertes, ou ruídos, etc. Este tipo de mediunidade divide-se em: Voluntária e involuntária. Obs.: Este tipo de mediunidade é muito rara nos dias de hoje. Médiuns audientes: Estes ouvem a voz dos Espíritos. Algumas vezes...
Caboclos

Caboclos

São os nossos amados Caboclos os legítimos representantes da Umbanda, eles se dividem em diversas tribos, de diversos lugares formando aldeias, eles vem de todos os lugares para nos trazer paz e saúde, pois através de seus passes, de suas ervas santas conseguem curar diversos males materiais e espirituais. A morada dos caboclos é a mata, onde recebem suas oferendas, sua cor é o verde transparente para as Caboclas e verde leitoso para os Caboclos, gostam de todas as frutas, de milho, do vinho tinto (para eles representa o sangue de Cristo), gostam de tomar sumo de ervas, cerveja apreciam o coco com vinho e mel. Existem falanges de caçadores, de guerreiros, de feiticeiros, de justiceiros; são eles trabalhadores de Umbanda e chefes de terreiros. As vezes os caboclos são confundidos com o Orixá, mas eles são simplesmente trabalhadores da umbanda e sua  irradiação possa ser de qualquer Orixá. Assim como os Preto-velhos, possuem grande elevação espiritual, e trabalham “incorporados” a seus médiuns na Umbanda, dando passes e consultas, em busca de sua elevação espiritual. Estão sempre em busca de uma missão, de vencer mais uma demanda, de ajudar mais um irmão de fé. São de pouco falar, mais de muito agir, pensam muito antes de tomar uma decisão, por esse motivo eles são conselheiros e responsáveis. Os Caboclos, de acordo, com planos pré-estabelecidos na Espiritualidade Maior, chegam até nós com alta e sublime missão de desempenhar tarefa da mais alta importância, por serem espíritos muito adiantados, esclarecidos e caridosos. Espíritos que foram médicos na Terra, cientistas, sábios, professores, enfim, pertenceram a diversas classes sociais, os Caboclos vêm auxiliar...

Pomba Gira

Se Exu já é mal interpretado, confundindo-o com o Diabo, quem dirá a Pomba Gira? Dizem que Pomba Gira é uma mulher da rua, uma prostituta. Que Pomba Gira é mulher de Sete Exus! As distorções e preconceitos são características dos seres humanos, quando eles não entendem corretamente algo, querendo trazer ou materializar conceitos abstratos, distorcendo-os. Pombo-Gira é um Exu Feminino, na verdade, dos Sete Exus Chefes de Legião, apenas um Exu é feminino, ou seja, ocorreu uma inversão destes conceitos, dizendo que a Pombo gira é mulher de Sete Exus e, por isso, prostituta. É claro que em alguns casos, podem ocorrer que uma delas, em alguma encarnação tivesse sido uma prostituta, mas, isso não significa que as pombo-giras tenham sido todas prostitutas e que assim agem. A função das pombo gira, está relacionada à sensualidade e amor. Elas frenam os desvios sexuais dos seres humanos, direcionam as energias sexuais para a construção e evitam as destruições. A sensualidade desenfreada é um dos “sete pecados capitais” que destroem o homem: a volúpia. Este vicio é alimentado tanto pelos encarnados, quanto pelos desencarnados, criando um ciclo ininterrupto, caso as pombo-giras não atuassem neste campo emocional. As pombo gira são grandes magas e conhecedoras das fraquezas humanas. São, como qualquer exu, executoras da Lei e do Karma. Quando um espírito é extremamente viciado ao sexo, elas, às vezes, dão a ele “overdoses” de sexo, para esgotá-lo de uma vez por todas. Elas, ao se manifestarem, carregam em si, grande energia sensual, não significa que elas sejam desequilibradas, mas sim que elas recorrem a este expediente para “descarregar” o ambiente deste...
Exu

Exu

Exus são espíritos que já encarnaram na terra e optaram por prosseguir sua evolução espiritual através da prática da caridade,  incorporando nos terreiros de Umbanda. São muito amigos, quando tratados com respeito e carinho, são desconfiados mas gostam de ser sempre lembrados. Estes espíritos, assim como os Preto-velhos, crianças e caboclos, são servidores dos Orixás. Apesar das imagens de Exus, fazerem referência ao “Diabo” medieval (herança do Sincretismo religioso), eles não devem ser associados a prática do “Mal”, pois como são servidores dos Orixás, todos tem funções específicas e seguem as ordens de seus “patrões”.  Dentre várias, duas das principais funções dos Exus são: a abertura dos caminhos e a proteção de terreiros e médiuns contra espíritos perturbadores durante a gira ou obrigações. Desta forma estes espíritos não trabalham somente durante a “gira de Exus” dando consultas, onde resolvem problemas de emprego, pessoal, demanda e  etc. de seus consulentes.  Mas também durante as outras giras (Caboclos, Preto-velhos, Crianças e Orixás), protegendo o terreiro  e os médiuns, para que a caridade possa ser praticada. Mas Então Quem É Exu? Ele é o guardião dos caminhos, soldado dos Pretos-velhos e Caboclos, emissário entre os homens e os Orixás, lutador contra o mau, sempre de frente, sem medo, sem mandar recado. Verdadeiros cobradores do carma e responsáveis pelos espíritos humanos caídos representam e são o braço armado e a espada divina do Criador nas Trevas, combatendo o mal e responsáveis pela estabilidade astral na escuridão. Senhores do plano negativo atuam dentro de seus mistérios regendo seus domínios e os caminhos por onde percorre a humanidade. Em seus trabalhos Exu corta demandas, desfaz trabalhos...
Nanã

Nanã

Nana é a chuva e a garoa. O banho de chuva é uma lavagem do corpo no seu elemento, uma limpeza de grande força, uma homenagem a este grande orixá. Nanã Buruquê representa a junção daquilo que foi criado por Deus. Ela é o ponto de contato da terra com as águas, a separação entre o que já existia, a água da terra por mando de Deus, sendo portanto também sua criação simultânea a da criação do mundo. Com a junção da água e a terra surgiu o Barro. O Barro com o Sopro Divino representa Movimento. O Movimento adquire Estrutura. Movimento e Estrutura surgiu a criação, O Homem. Portanto, para alguns, Nanã é a Divindade Suprema que junto com Zambi fez parte da criação, sendo ela responsável pelo elemento Barro, que deu forma ao primeiro homem e de todos os seres viventes da terra, e da continuação da existência humana e também da morte, passando por uma transmutação para que se transforme continuamente e nada se perca. Características Cor Roxa ou Lilás (Em algumas casas: branco e o azul) Fio de Contas Contas, firmas e miçangas de cristal lilás. Ervas Manjericão Roxo, Colônia, Ipê Roxo, Folha da Quaresma, Erva de Passarinho, Dama da Noite, Canela de velho, Salsa da Praia, Manacá. (Em algumas casas:  assa peixe, cipreste, erva macaé, dália vermelho escura, folha de berinjela, folha de limoeiro, manacá, rosa vermelho escura, tradescância) Símbolo Chuva. Pontos da Natureza Lagos, águas profundas, lama, cemitérios, pântanos. Flores Todas as flores roxas. Essências Lírio, Orquídea, limão, narciso, dália. Pedras Ametista, cacoxenita, tanzanita Metal Latão ou Níquel Dia da Semana Sábado (Em...